Páginas

23.7.11

CORES DA NOITE DE PARIS

FOTO MB

É primavera. Não poderia ser diferente: uma caminhada de 6km, o equivalente a metade da extensão do Sena, na rive gauche durante o por do sol. No trajeto, é possível ir e vir, descer e subir por algumas das 37 pontes que atravessam o rio. Caminhar entre a Pont Neuf e a Pont de L’Alma já é o suficiente para ver Paris mudando de cor, tendo como guia o espetáculo de luzes da Torre Eiffel.

FOTO MB

Na Pont des Arts, jura-se amor eterno, ainda que se tenha esquecido de levar um cadeado. Sobre os arcos em ferro da Pont Du Carrousel, diz-se um “até breve” ao Louvre e segue-se até a Pont Royal, revendo as Tuileries, as cúpulas iluminadas do Musée de l'Orangerie e do d’Orsay. Na Pont de la Concorde, eu já estava arrependida de partir na manhã seguinte. Acabei de pensar e já avistei a Pont Alexandre III.

FOTO MB

Dela, linda e iluminada, na hora cheia, vê-se a Dama de Ferro piscar como se fosse feita de vagalumes e o teto de vidro e ferro do Grand Palais. Mais alguns passos, quase na Pont des Invalides, decidi voltar para a Bastille. Ainda assim, caminhei até a Pont de l’Alma para seguir pela Montaigne até o metro na Champs Elysées.

FOTO MB

 A PRIMEIRA TARDE - NOITE EM PARIS