Páginas

Mostrando postagens com marcador Perimetral. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Perimetral. Mostrar todas as postagens

1.11.13

ADEUS, PERIMETRAL!

Da visão de um viaduto encravado em um espaço urbano tão compacto, eu nunca gostei. Facilitava o trânsito, cortava caminho, fazia chegar mais rápido... mas era um monte de concreto sombreando o asfalto de um Rio Antigo que o carioca tratou de transformar em teto para o comércio de pescados da Praça XV e para o Angu do Gomes. Quem lembra? Sim, na madrugada não incomodava, ao contrário, abrigava isso e outras coisas mais. Mas bastava amanhecer que o cinza tomava conta do lugar, sem vozes, sem cheiros (ops, o cheiro já não era mais o do peixe ou o do Angu). A Bolsa de Valores ali no canto, à sombra do dito cujo, ou melhor, da dita Perimetral. Mas essa era a minha visão de baixo. Tudo isso mudava quando eu seguia por ela para alcançar o Santos Dumont. Gostava de me despedir da Cidade passando por ali, vendo a Baía e os telhados dos prédios que, quando criança, me pareciam castelos.


A estação das barcas (foto MB)


O Restaurante Albamar, que teve seus tempos de glória (foto MB)


Perimetral (foto MB)

Você tem fotos da Perimetral? Comente sobre a demolição dela!